HL Informática Com. Serv. Ltda

Sistemas Integrados

Faturamento

Estoque

Fluxo Financeiro

Escrita Fiscal

Folha de Pagamento

Sistemas de Automação

Controle Automotivo

Controle de Vendas

Controle de Abastecimento

Controle Transportadoras

Controle de Ponto

   Seu IP é 54.90.159.192

Clientes
 

Cliente

Senha

 
 

Esqueceu a Senha

HL SYSTEMS
Página Principal
Sistemas
WebDesign
Notícias
Enquêtes
Clientes
Downloads
Artigos
Reportagens
A Empresa
Área de Atualização

Fale Conosco
Vendas
Suporte
AutosXP - Vendas
AutosXP - Suporte

 Últimas Notícias

10/1/2014 - Com lei seca e alta de custos, cerveja sobe mais em restaurantes e bares

Cena comum em dias de calor intenso como o das últimas semanas: bares cheios de consumidores sedentos por uma cerveja gelada. O tradicional programa de verão do brasileiro, porém, tem se tornado cada vez mais caro.

Em 2013, pelo terceiro ano consecutivo, o preço da cerveja subiu bem acima da inflação. Enquanto o IPCA, principal índice de preços, avançou 5,9% no ano passado, a cerveja subiu 9,3%, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE.

Nos bares e nos restaurantes, a alta foi ainda mais significativa, de 10,5%, invertendo a tendência dos dois últimos anos, quando a bebida subiu mais nos supermercados do que nesses estabelecimentos.

Ao vivo: acompanhe os destaques do mercado e análises de especialistas

"Há dois anos, uma garrafa de cerveja no bar estava na faixa de R$ 5. Agora, está sempre acima de R$ 8 ou R$ 9. É um aumento de quase 100%", observa o microempresário Marcos Cruz, 33.

Para Adalberto Viviani, da Concept consultoria, especializada no setor, a percepção do consumidor está correta: os reajustes, neste ano, foram maiores nos pontos de venda, que tentaram recompor as margens de lucro com aumento no preço de bebidas.

"A situação de pleno emprego elevou o custo da mão de obra e, com a lei seca, os bares tiveram queda acentuada na frequência. Para compensar, elevaram os preços."

Dependendo da região de São Paulo, a frequência nos bares caiu de 10% a 20%, segundo o diretor da Abrasel-SP (associação de bares e restaurantes), Percival Maricato. "A situação é preocupante." Ele nega que tenha havido forte aumento de preço.

"O que os proprietários fazem, no máximo, é repassar a alta de preço praticada pela indústria, até porque a concorrência é violenta", diz.

A Ambev, que tem participação de mercado de aproximadamente 70%, afirma ter elevado os preços entre 5,5% e 6% no ano passado. Fora do lar, o preço da cerveja subiu quase 10% até novembro.

"Em 2013, nossa política de preços foi em linha com a inflação, em razão da decisão do governo de não fazer o aumento de imposto que era previsto para outubro", diz Nelson Jamel, diretor financeiro.

A queda no consumo também motivou a decisão da empresa, que agora tenta convencer o varejo a não aumentar os preços com a esperada retomada da demanda, motivada pelo calor.

Em dezembro, a Ambev lançou uma campanha em 500 mil pontos de venda no país, motivando-os a não promover reajustes durante o verão. "Achamos que era importante mostrar ao varejo que o aumento de receita pode vir pelo maior volume, e não por preço. É uma forma de reativar a indústria", diz.

Segundo a empresa, a adesão à campanha foi total.

CONSUMO EM QUEDA

A produção de cerveja caiu 2% no ano passado, segundo dados do Sicobe (sistema de controle de produção de bebidas da Receita Federal).

O setor foi afetado pela inflação de alimentos, pelo clima menos favorável e pelo freio no crescimento da renda, que nos anos anteriores motivou a alta na demanda.

Para 2014, a expectativa é de maior consumo, devido a temperaturas mais altas e à Copa do Mundo. "Devemos ter um mês de consumo de verão no inverno", diz Jamel.

Viviani, da Concept, diz que, por ser um ano eleitoral, espera-se aceleração de obras públicas, o que pode estimular ganhos de renda e o consumo. "A indústria deve crescer entre 2% e 3%", estima.

Já os preços podem subir com um novo aumento de tributos previsto para abril. O tamanho do repasse dependerá da estratégia do setor.

 

Agencia : FOLHA SP

 

 

 

 
 

HL Informática Com. e Serv. Ltda - © Copyright 2002 | Termos do Serviço | Privacidade