HL Informática Com. Serv. Ltda

Sistemas Integrados

Faturamento

Estoque

Fluxo Financeiro

Escrita Fiscal

Folha de Pagamento

Sistemas de Automação

Controle Automotivo

Controle de Vendas

Controle de Abastecimento

Controle Transportadoras

Controle de Ponto

   Seu IP é 54.90.159.192

Clientes
 

Cliente

Senha

 
 

Esqueceu a Senha

HL SYSTEMS
Página Principal
Sistemas
WebDesign
Notícias
Enquêtes
Clientes
Downloads
Artigos
Reportagens
A Empresa
Área de Atualização

Fale Conosco
Vendas
Suporte
AutosXP - Vendas
AutosXP - Suporte

 Últimas Notícias

13/2/2012 - Obama apresenta orçamento de US$ 3,8 trilhões para 2013

O presidente Barack Obama apresentou nesta segunda-feira seu plano de orçamento para o ano fiscal de 2013, que inclui gastos de US$ 3,8 trilhões para 2013 mas visa reduzir US$ 4 trilhões de redução do déficit público até 2022.

A proposta orçamentária ainda prevê destinar US$ 800 bilhões para criação de empregos e investimentos de infraestrutura, além de aumentar os os tributos para a parcela rica da população, com alíquotas de até 30% no imposto de renda.

Em uma de suas melhores oportunidades para convencer os eleitores americanos que ele merece um segundo mandato antes do pleito de 6 de novembro, o democrata prometeu destinar bilhões de dólares para estradas, rodovias e escolas, estendendo reduções de impostos para estimular a contratação.

"Nós construímos este orçamento em torno da ideia de que nosso país é sempre melhor quando todos têm as mesmas oportunidades", disse Obama. E rejeitou o que chamou de "economia que levou ao aumento crescente das desigualdades entre os americanos mais ricos e os mais pobres".

O novo orçamento de Obama foi imediatamente atacado por republicanos como uma recauchutagem de ideias anteriormente rejeitadas. A batalha do orçamento será provavelmente um componente importante da campanha eleitoral deste ano.

Segundo os republicanos o presidente alcançaria apenas US$ 1,5 trilhões das reduções do déficit frente ao US$ 4 trilhões esperado aumentando os impostos sobre os ricos e suprimindo certas isenções de impostos corporativos.

Obama rejeitou as acusações republicanas de luta de classes. "Não se trata de luta de classes. Trata-se de bem-estar da nação" disse.

 

Agencia : FOLHA SP

 

 

 

 
 

HL Informática Com. e Serv. Ltda - © Copyright 2002 | Termos do Serviço | Privacidade